Pra sempre meu Bento

Dia 22-07-17 mais ou menos as 14:20 eu senti a maior dor física e emocional de toda a minha vida. Eu não havia me preparado pra aquele momento, não pra que ele fosse como foi. O baque estrondoso de toda a situação veio acontecer de verdade na madrugada do dia 23-07-17 quando olhava pela janela e via o céu chorar em cima do Recife. Não questionei Deus, não perguntei “porque eu?”. Sabia o que estava me acontecendo antes mesmo do diagnósticos dos médicos e entendi pela segunda vez o que minha mãe sempre me falou “mãe sente, mãe sabe das coisas” e que saber? Sabe mesmo, assim como tive certeza que estava grávida no começo, eu sabia o que estava acontecendo.
Entrei em trabalho de parto na sexta-feira, dia 21 de julho de 2017, porém as dores eram bastantes sutis e achei no início que era apenas meus músculos se adaptando para melhor acomodar meu filho. Durante a madrugada as dores se intensificaram e percebi que havia algo de estranho, logo meu cérebro avisou, tô em trabalho de parto. Chamei minha mãe e falei pra ela o que estava sentindo e ela como eu no início acho que era apenas os músculos. Tentei voltar a dormir porém não consegui, o fato de achar que era trabalho de parto gritava em minha mente. Chamei minha mãe e decidi ir ao hospital de madrugada mesmo. Estava em trabalho de parto e com 4 cm de dilatação e a bolsa ja estava em grande parte na vagina.  Então rezei a Deus, a Nossa Senhora e a minha vózinha para que recebesse  de volta meu anjo.
A única coisa que me doí é o fato de não  ter o segurado nenhuma vez, isso me dilacera, me doi de tal forma que não consigo explicar. Planejei como contaria aos familiares e amigos o sexo do meu bebê, estávamos todos bastante ansiosos para descoberta. Minha intuição falhou aí, em todos os sonhos que tinha sempre via uma menina, mais na realidade carregava um menino. Bento, abençoado, louvado, minha maior benção.
Bento veio e passou pouco tempo comigo, apenas 19 semanas e 7 dias exatamente. Me ensinou tanto, me fez sentir tanta coisa, me mudou de um jeito que nada nem ninguém no mundo foi capaz. E agora meu coração tem um imenso vazio e ao mesmo tempo é preenchido por tão imensurável amor. Vazio por ele se foi, e preenchido por que ele existiu. Em meio a toda dor, física e emocional ele estava comigo e eu com ele. Como em despedida ele me deu de presente suas mexida,  mais do que todas desde que comecei a senti-lo. E Bento se foi, precocemente, deixando em mim sonhos inacabados, planos que não vão acontecer.
Porém sei que agora no céu além da proteção imensa de meu Deus e Nossa Senhora, tenho meu anjinho mais especial cuidando sempre de mim. Deus não dá uma fardo maior do que possamos carregar. E a dor ta sempre aqui, dia após dia. Doendo da alma até os nervos, e nada no mundo pode cicatrizar essa ferida.
“Bento meu filho, você foi e é a coisa mais linda da minha vida. Você veio pra colorir meu mundo cinza, você me preencheu e me transbordou de amor. Você sempre estará comigo, gravado em meu coração. Um dia nos encontraremos e eu poderei te segurar e acalentar em meus braços. Com amor de sua mãe”
Bento passou pouco tempo em minha barriga, mas ficou gravado pra sempre em meu coração e em minha alma.
Relato da mãe Mariana Estevam
Anúncios

Um comentário em “Pra sempre meu Bento

  1. Olá pessoal,
    Recebi este site através de uma médica da mha cidade.
    Minha Luna se foi no dia 29/7/17 e estou aqui solidarizando com demais mães que passaram pelo mesmo processo de sofrimento da perda de um filho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s