Depoimento sobre a perda de um filho!

img-20161201-wa0004Em maio do ano de 2016 procuramos um especialista de infertilidade, pois estávamos tentando engravidar há mais de 2 anos e nada. Nessa consulta, foram solicitados vários exames e diagnosticada uma endometriose. Com  o tratamento indicado, passei por uma laparoscopia para que pudesse ser feita a limpeza dessa endometriose. Para nossa surpresa, em agosto no meu primeiro ciclo mestrual depois da cirurgia la estava nosso positivo. Ficamos tão felizes, pois nosso sonho estava a caminho.
Infelizmente com 4 semanas tive meu primeiro aborto, não foi preciso passar por cirurgia, pois meu organismo eliminou o embrião que segundo os médicos tinha má formação. Mas como assim meu organismo eliminou aquilo que mais desejavamos? Mil coisas se passaram pela minha cabeça desde incapacidade a não era a hora certa.
Seguindo orientações médicas, no seu próximo ciclo já pode engravidar. Não dei muita importância para isso, pois algo me dizia que não iria dar certo mesmo e mais uma vez para minha surpresa em novembro menstruação atrasada, seios doloridos e um teste de farmácia onde aparecia duas listrinhas rosas – meu Deus chegou meu positivo!
Fizemos tudo certinho, consultas com obstetra exames e mais exames. Tudo ia perfeitamente bem com o nosso pacotinho de amor, até que chegamos a 20 semana e algo começou a sair dos planos. Uma hipertensão apareceu do nada e de forma avassaladora foi levando nosso sonho embora. Os dias iam passando e eu já não sentia meu filho, meu Heitor, mexer. Como assim eu não podia fazer nada, ninguém podia fazer nada ? Fizemos de tudo, repouso absoluto, dieta severa e rigida medicação e controle como eu fiz esse controle.
Mas no dia 11 de maio de 2017, tivemos a pior noticia que pais podem ter. Vamos ter que tirar esse bebê daí hoje, para salvar a sua vida! Não, eu queria meu filho, não acreditava que aquele pesadelo estava acontecendo com a gente. Queria ficar em uma bolha esperando tudo aquilo passar. Faltavam apenas 4 meses, passa tão rápido. Mas às 22:30 minutos chegava ao mundo o amor da minha vida. Nunca imaginei um amor tão grande assim. Mas não conheci meu menininho nesse dia, tive que ser sedada para evitar complicações. Foram 3 longos dias de visitas a UTIneo onde meu pequeno herói fazia a maior força para sobreviver, tinha apenas 28 semanas e eu o conhecia há apenas 3 dias e morreria por ele.
Não pudemos fazer nada, não seguramos nosso Heitor com vida, não trocamos sua primeira fralda, não demos o seu primeiro banho, nem tão pouco amamentei meu menininho. A tão absurda noticia chegou que ele não havia resistido…. Meu Deus não! Porque ele se foi, como vou seguir em frente agora?? Porque meu Deus, o Senhor me deu ele e agora o levou de volta sem termos tempo de nos despedir, sem termos tempo de dizer o quanto ele era amado, o quanto foi planejado e esperado?!
Perder um filho em qualquer fase da vida é uma dor surreal, que destrói, corrói a alma de uma maneira que você nunca mais é a mesma pessoa. Infelizmente eu e meu marido passamos por essa dor 2 vezes. Há quase 4 meses, nosso mundo parou, nossa vida parou estamos sobrevivendo essa dor que é a perda de um filho.
Os depoimentos que leio nessa página tem me ajudado muito a seguir em frente, agradeço do fundo do meu coração
Esta foi uma sintese dolorosa dessa parte da minha vida.
Abraços
Jackeline Antonio
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s