Meu pequeno Lucas

Em novembro de 2016 iniciou nossa luta com um possível diagnóstico de problemas no coração. Quando foi solicitado repetir o ultrassom por pelo menos mais três vezes, eu não esperava que o motivo seria tão grave. Doeu muito aquelas palavras que me diziam: seu filho tem um problema no coração, mas apenas será possível confirmar através de um exame chamado Ecocardiograma e apenas um especialista saberá dizer a gravidade e se o caso é cirúrgico. Naquele momento meu mundo desabou e iniciou uma luta sem fim para que nosso pequeno Lucas viesse ao mundo na data certa para programação da cirurgia.

Chegou o dia do exame do coração: chorava muito e aquele silêncio na sala me corroía por dentro. No final do exame, a doutora Gabriela (ficamos muito próximas) me explicou o que estava acontecendo e a gravidade. Meu mundo desabou pela segunda vez e ela carinhosamente me deu um abraço e muita força para enfrentar aquele momento. Me disse: pense que tem solução e que conseguimos diagnosticar para preparar o nascimento dele.

E lá se foram longos meses de ultrassom e Ecocardiograma para acompanhar a evolução e a cada exame era uma tensão que só eu e meu marido sabíamos o que passamos em cada um.
As últimas semanas foram tensas até a chegada do nosso Lucas e fiquei de repouso absoluto para que ele ganhasse peso e nascesse na data programada.

Enfim chegou o dia 13/03/17 às 11 horas da manhã. Passei mal durante o parto e devido ao meu nervosismo nem voz eu tinha mais. Ouvir seu choro foi uma emoção sem fim e pude dar um beijinho em seu lindo rosto. A partir deste momento iniciava a luta do nosso pequeno para sobreviver.

Os dois dias de UTI foram intensos: víamos claramente sua dificuldade respiratória e aqueles remédios fortes para que você pudesse aguentar até o momento da cirurgia. Faltou oxigenação e você teve que ficar dentro de uma caixinha para regular o nível de saturação que alterava a todo momento. Queria te pegar, amamentar, te cheirar, abraçar, mas eu não podia… via você tomar o pouco de leite dado pela enfermeira e a dificuldade em se alimentar. Enfim o dia da cirugia foi marcado para o dia 15/03/17 às 09:00 da manhã. Meu coração bem apertado e tudo me dizia que a minha despedida era aquele momento. Chorei demais quando te deixei na porta da sala da cirurgia… naquele momento tive a certeza que você não voltaria mais.

Às 14:00 da tarde tivemos a notícia de que a cirurgia foi tudo bem e ficamos muito aliviados e esperançosos. Ao poder te ver a médica disse: o maior desafio agora é ele acordar e o corpo dele reconhecer a alteração no coração. Ver nosso bebê entubado e respirando por aparelhos foi terrível… algo me dizia que ele já não estava mais ali. Voltamos para casa na esperança de reencontra-lo bem no dia seguinte.

Logo pela manhã do dia 16/03/17 recebemos a ligação do hospital dizendo que os médicos queriam conversar. Meu mundo neste momento desabou e algo me dizia que a notícia não era boa. Chegando lá, recebemos aquele balde de água fria e aquela notícia que rasgou a alma dizendo que as 08:40 o Lucas teve uma parada cardíaca e tentou reanimação, mas infelizmente ele não havia resistido. Doeu demais… um buraco sem fim… ver nosso bebê no cemitério foi uma das imagens mais fortes que já presenciei…

Hoje completa uma semana sem nosso anjo. As noites em claro…, muito leite para tirar…, dor na alma de não ter meu pequeno junto a nós em casa…

Tenho fé que ele está em um lugar melhor olhando por nós e peço a Deus todos os dias força para continuar e entender que nosso Lucas está bem…

Filho mamãe e papai te ama demais! Saudades eternas.

Roberta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s