Luiza Helena – meu amor além da Vida

Hoje vou contar a minha história: me chamo Rafaela , tenho 19 anos , estou casada há 1 e meio . Em junho do ano passado, descobri que estava grávida. Logo fui contar para meu marido , ele me deu um abraço  forte e disse um “te amo”.  Não havia felicidade maior. Com 4 meses, minhas pernas começaram a inchar , falei com meu médico e ele disse que era normal , com 22 semanas descobrimos que era menina , que era  nossa Luiza Helena , que felicidade .

Infelizmente as coisas começaram a mudar , com 24 semanas minha pressão que normal era 11/7, passou para 14/8. Perguntei para meu médico se ela não tava alterada, ele me disse que não , que eu tinha que me preocupar quando a mínima que era 8 subisse , não  passou nenhum remédio , nenhum exame. Como mãe de primeira viagem, confiei no que ele disse. Com 26 semanas, estava trabalhando e comecei a sentir um mal estar , um cansaço que nunca tinha sentido antes , tinha marcado de sair com  minha mãe na hora do meu almoço , então esperei ela chegar e formos até uma farmácia medir minha pressão estava 15/10. Ela me levou até o hospital e a partir daí o pesadelo começou.

Chegando lá minha pressão já tinha subido para 16/10 , então me internaram , comecei a reparar que depois que minha pressão subiu minhas mãos e meu rosto começaram a inchar muito, fizeram vários exames e lá constou a pré – eclampsia. No 3° dia que tava internada, comecei a sentir falta de ar e não tava conseguindo mais fazer xixi, a ponto de ter que usar oxigênio e sonda , então me transferiram para b.h (sou de uma cidade do centro-oeste mineiro chamada Divinópolis) porque a uti neonatal do hospital estava cheia porque já ia fazer a cesária de emergência.

Em b.h tive um melhora , retiraram a sonda e voltei a fazer xixi normal , também não precisei mais do oxigênio e minha pressão foi para 14/9,então me transferiram para uma casa que se chama casa da gestante e lá me disseram que eu ia fica em observação e que íamos tentar levar a gestação até às 34 semanas (nisso estava com 27 semanas ).Meu marido e minha mãe retomaram para Divinópolis por causa do trabalho deles. Lá na casa da gestante, eu fazia exames todos os dias , já estava com a dose máxima do remédio e minha pressão não abaixava, os dias foram passando, fiquei lá mais 2 semanas. Na quinta, dia 24/11/2016 à noite, me bateu uma ansiedade , um desespero , não consegui dormir , fiquei a noite inteira acordada. Acredito que era a intuição falando mais , eu sabia que algo ruim ia acontecer.

No dia seguinte, liguei para minha mãe e ela foi para b.h ficar comigo. Eu fiquei muito inchada ,  minha barriga ficou muito inchada a ponto de não conseguirem mais escutar o coração da Luiza. Eu conseguia sentir ela mexer, por isso sabia que ela estava viva. No sábado dia 26/11, retornei para o hospital para fazer ultrassom com doppler e deu uma alteração muito grande , então o médico resolveu interromper a gestação. Meu marido no dia trabalhou até mais tarde e não conseguiu chegar a tempo de assistir o parto, então minha mãe ficou comigo.

Às 20:00 Luiza nasceu e chorou muito forte , sentir uma alegria tão forte , incapaz de ser explicada , alegria que durou tão pouco , já estava tudo pronto para Luiza ir para uti neo (nasceu prematura com 29 semanas) , mas ela sofreu uma parada , vi muito médicos encima dela e comecei entrar em desespero. Então me tiraram do centro cirúrgico e me levaram para o quarto. Minha mãe ficou para acompanhar a Luiza. Alguns minutos depois, minha mãe foi para o quarto chorando, dizendo que os médicos fizeram de tudo mas  minha Luiza não aguentou.

Meu mundo caiu , meu marido chegou e eles levaram minha anjinha para a gente conhecer e nos despedir dela. Meu marido segurou ela no colo e me mostrou , ela era linda. Não peguei no colo, pois ainda estava anestesiada e me arrependo até hoje , então nós despedimos dela e eles a levaram , não fui liberada para ir ao enterro dela e como me arrependo disso .

Hoje tento ser feliz , acredito que Luiza veio para me ensinar a amar , me aproximou de Deus , hoje vejo o mundo de uma forma diferente , fiz uma limpeza na vida apenas o que me faz bem continua comigo . Luiza está em tudo , no sonho , na estrela mais brilhante do céu , na borboleta rosa que me visita , no meu sorriso .

Obrigado pelo lindo trabalho de vocês .

Relato da mãe Rafaela Teixeira

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s