Hj irei contar minha história, meu nome é Erika e tenho 41 anos, engravidei a primeira vez aos 35 anos, sempre falei q iria engravidar com essa idade, já estava casada e com minha vida td organizada como sempre programei, e após 17 anos de pílula, parei e no primeiro mês sem já estava grávida, no início tive um pequeno descolamento de placenta, mas q logo foi resolvido e assim fui seguindo feliz,linda e realizada grávida, estava vivendo o melhor momento de minha vida, meu marido então, não cabia em si de tta felicidade, a gravidez corria td bem, não tive infecção, anemia, nd e só engordei até o parto 7,5 kg, estava td perfeito, já tinha comprado os móveis, feito o chá de bebê no trabalho, até q, um triste dia, 24/01/2011, ela parou de mexer, foi a pior segunda feira da minha vida, no domingo achei q seus movimentos estavam mais lentos, falei com a médica q disse q era normal pois ela já estava encaixada e aguardando para nascer, embora eu fosse fazer cesárea, mas queria ter o sinal de q ela estava pronta, fiquei mais calma porém cismada, hj sei q deveria ter seguido minha intuição, mas hj sei q não faria diferença, enfim senti q ela não mexia mais, e eu estava na segunda fazendo 35 semanas, meu marido saiu p trabalhar, tinha uma reunião em SP, foi para o aeroporto e eu desde então fiquei acordada, sabia q algo tinha acontecido, só q não queria aceitar, coloquei o rádio na barriga e nd dela se mexer, ah esqueci de flr era uma menina,Emanuelle,apertei os seios q estavam super doloridos e nd, olhava para a barriga, a via, mas a sensação q tinha é q ela não estava mais ali, tive mais uma vez a certeza q algo ruim tinha acontecido, mas novamente não queria acreditar, fui para a maternidade mais perto (Amiu), meu parto seria na Perinatal, fui sozinha, na verdade eu e Deus pq se não fosse ele nem sei o q seria de mim, inventei q estava com sangramento e mta dor, me passaram na frente, o médico super atencioso queria me examinar e contei a verdade, ele foi fazer a escuta dos batimentos e vi sua fisionomia mudar pq não encontrava, e ele me perguntou se estava sozinha, disse q sim é perguntei pq, e ele me falou q comigo estava td bem mas o bebê poderia estar com algum problema é falou para irmos para a sala de ultra, chegando lá por essas coincidências da vida, o médico q me disse q estava grávida era o mesmo q estava para me atender, e para minha surpresa ele lembrou de mim, e qdo vi tts médicos na sala tive a certeza do q eu não queria, o médico mto cuidadoso demorou um bom tempo até q com mta tristeza me disse: ” Um dia eu te disse q vc estava grávida e hj infelizmente tenho q dizer q a bebê morreu”…naquele momento meu mundo parou, e um filme desde o momento q descobri q estava grávida até aquela hr passou pela minha cabeça, lembro q veio uma assistente social e a psicóloga flr comigo o médico pediu o tel da minha médica, passei o cel é pedi para ele ver, fiquei em estado de choque, nem chorar conseguia, senti mta raiva de Deus, não conseguia entender pq comigo, fui para o quarto acompanhada da psicóloga, eu não reagia, uma amiga do trabalho me ligou preocupada pq eu ainda não tinha chegado e foi qdo eu contei, aí sim desabei, avisei ao meu marido da seguinte maneira, a bebê morreu, ele desligou e aí pensei no q tinha feito, minha médica queria induzir o parto normal, e eu não aceitei, não aceitava passar pela dor do parto sem ter minha filha c vida e os médicos desse hospital me apoiaram, resumindo, fui fazer meu parto ás 23:00 hrs, antes disso os Amigos é Família estiveram o tempo td conosco, me deixaram sedada, falaram tb q seria melhor meu marido não assistir pois não sabiam como ela sairia, qdo acordei a enfermeira perguntou se eu queria ver e não tive coragem, tenho certeza q se pegasse no colo ou na hr q visse iria surtar e não iria querer soltar, pedi ao meu marido q tirasse uma ft, e foi o q ele fez, era exatamente como eu imaginava, um bebezão, perfeita, sem problema nenhum aparente, e sua fisionomia era de quem estava dormindo, a médica disse q minha percepção foi tão boa q eu percebi praticamente o momento q ela morreu, no dia seguinte foi o enterro não pude ir pois estava ainda no hospital devido a cesárea, só fui na missa de sétimo dia q mandei fazer, e mais uma vez tds nós abraçaram, fazer essa missa foi a minha despedida dela, a minha entrega para Deus, sofri mto, não cheguei a entrar em depressão nem sei pq, tinha dias q não sabia pq tinha acordado, e no dia q saiu o laudo da placenta, foi a primeira vez q fui no cemitério e depois para o consultório da médica, e lá deu q foi um Infarto Placentário, ou seja, uma Trombose, na verdade uma Trombofilia, a qual os médicos acham q só desenvolvo na gestação e não apresento nenhum sintoma, no mesmo ano engravidei de novo, mas aí já sabia do problema e entrei com as injeções de heparina para prevenir e qdo estava com 4 meses, perdi novamente, tive um aborto retido, faltava uma semana para o natal e não consegui acreditar, um raio não pode cair no mesmo Lugar duas vezes, mas comigo aconteceu, e tds as dores q não senti na primeira senti nessa segunda, pq na primeira, dor física não senti nenhuma, apenas a dor psicológica e a falta de suas mexidas e batimentos, na segunda o colo do útero estava fechado, o corpo não entendia q não existia mais batimentos cardíacos, precisava tomar um remédio para provocar a expulsão, e só poderia fazer a curetagem no sábado de manhã, e isso td aconteceu numa quarta, pois havia tomado a injeção de heparina e só poderia fazer qqr procedimento depois das 48 hrs, voltei para cs sabendo q estava com o bebê morto na barriga, foi horrível, qdo o remédio começou a fazer efeito as cólicas eram horríveis, enfim, acabei parindo em cs em meu banheiro, peguei na mão e coloquei em um pote conforme a médica instruiu e fui direto para a Perinatal, isso em uma sexta à tarde, chegaram a conclusão q tinha colocado td para fora e q não precisava fazer mais a curetagem, mandei para análise em dois laboratórios, só falaram q era incompatível com a vida…a minha sorte é que estava em tratamento com psicóloga é consegui entender e aceitar melhor…mudei td a minha vida, a Erika de antes não existia mais, mudamos de carreira, emprego e até pensei em engravidar novamente, mas o medo sempre foi maior q minha vontade, admiro mto as mulheres q passam por isso é não desistem, descobri q não tenho estrutura psicológica para passar por uma outra gravidez, se fosse descobrir q estou grávida e no outro ter o bebê seria ótimo, mas ter td aquele processo de gravidez não consigo, decidi  não engravidar mais, mesmo não tendo problema para isso, “hj vejo q renunciar a uma gravidez, seja meu maior ato de coragem”, mts não entendem, mas só eu sei o q passei e passo até hj, pois não deixo de pensar neles um dia sequer, porém sigo em frente…É hj estamos na fila de adoção, sempre pensei em adotar, mas primeiro queria ter meus filhos biológicos, mas quem disse q só é mãe quem gera, tenho certeza q eles vão ser gerados em meu coração, e hj finalmente consigo ver q posso ser novamente Mãe, pois Mãe já sou, porém vivenciar a Maternidade estou mto feliz por isso, eu e meu marido estamos, e tenho Fé q iremos escrever uma nova história em nossas vidas, seja ela do jeito q for, estamos aguardando, como os pais adotantes dizem, uma “gravidez invisível”…o momento é de esperar, esperar sempre, afinal o nosso tempo não é o mesmo q o de Deus e q seja feita a sua vontade, pois até aqui e creio q sempre ele nos amparou e nos ampará, torçam por nós, em suas orações coloquem nossos nomes e qdo estiver com meus filhos, filha,filho o q vier, irei avisar com mta Alegria… desculpe o enorme texto, mas só hj senti q deveria escrever,bjs a tds e q Deus guarde e proteja tds vcs…bjssss

 

Anúncios

Um comentário em “

  1. Em lágrimas… Tenho certeza q Deus estará sempre ao lado de vcs. N temos como esquecer da nossa estrelinha Manu. Essa nova pag da vida de vcs será de muitas conquistas e felicidades com a adoção. Tenho certeza q será uma criança de muita sorte e muito amado ou amada por todos nós. Doida p conhecer meu ” sobrinho” ou ” sobrinha”. Q Deus abençoe essa família sempre. Bjssss

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s