Pedaços de mim!

Meu nome Daya Menezes, fotografa, casada, 35 anos duas perdas, tatuagem se refere a música do Chico Buarque, pedaço de mim.

Pedaços de mim

“Dois desejados positivos, Dois desejados momentos, Uma cessaria de emergência, Um parto natural, Dois amados filhos, Dois momentos desesperador, Uma mãe de braços vazios, Um coração em pedaços”

E assim se faz uma história, sem um final feliz. Penso que por excesso se amor nós assustamos eles e ai decidiram partir!

Minha primeira gravidez, foi tão desejada tão sonha sem medo do que viria pra frente, nós já amávamos tanto aquele serzinho, com oito semanas descobrimos que nosso bebe não estava no lugar certinho, e que eu corria risco de morte, me levaram ao centro cirúrgico com hemorragia interna, me anestesiarão com uma raque onde pude ouvir tudo em minha volta, retiram nosso sonho, o nosso verdadeiro amor avia partido, me colocaram em um quarto com mães e seus bebes. Ali exatamente ali aprendi que a vida nem sempre é justa. Voltamos para casa com nosso sonho interrompido ceifado, com um corte de cesariana que levei para os restos dos meus dias e junto com minha trompa direita.

Foram dias de angustias, anos de tratamentos até chagar novamente a mais um sonhado positivo.

Minha segunda gestação, foi muito desejada mais o medo era eminente sem muitas comemorações e todo cuidado do mundo para saber se estava no lugar certinho, e para nossa alegria sim estava coração batia forte, meu Deus como descrever aquela sensação de ouvir seu coração bater. Avia um problema estava com colo baixo, tinha que fazer uma cirurgia chamada cerclagem para segurar nosso pedacinho, lá fui eu confiante e cheia de esperança que estamos fazendo a coisa certa. Tudo indo bem até que na ultrassom morfológica aquilo que mais tínhamos medo aconteceu. Nosso pedacinho não estava bem, um diagnóstico assombroso, nosso pedacinho estava com dias contados em meu ventre, comecei uma busca insana sobre esta maldita doença, sem sucesso. Interromper sua vida seria matar a minha, ainda que me falassem que sua existência era incompatível a vida. Quantas noites na madrugada chorei com ele em meu ventre dizendo:

“a mamãe te ama, com toda as forças, você é meu sonho, minha carne, meu motivo para acreditar que Deus é piedoso que pode mudar todo, mamãe te desejou bem antes da sua existência, anjo eu sei o dia da sua concepção, o mundo é bom, viver é magico, ainda com todas as adversidades, viver é maravilhoso, o sol é lindo e a lua cheia de mistérios, ouvir com você nossa música é eterno, sempre vou me lembrar das nossas conversas ouvindo Samba Pa Ti, mas com tudo que existe deste mundo você é a obra mais linda e perfeita, sim bebê você é perfeito; ainda que só para os meus olhos, mais devo confessar minha vida, que a mamãe não pode mudar os planos de Deus, filho eu entrego sua vida a Deus, mesmo que isso me tire o meu coração eu o entrego”

Após 20 dias daquela assombrosa ultra som eu pedi para repetir, pois sentia que meu pedacinho avia partido, e lá vimos que ele já estava ao lado de Deus, 3 dias de indução para um parto natural, 3 dias de dor, eu desejei e o amei até o último momento com ele. Sofrimento que transpassa a dor e se torna anestesiante. Mas ainda assim eu agradeci meu pedacinho, agradeci a ele por ter estado aqui, e agradecia e o entreguei a Deus. Creio e desejo, um dia na eternidade, iremos escutar nossa música SAMBA PA TI.

Aprendi que jamais vamos entender o porquê, mais devemos apenas aceitar e ter a certeza que Deus tem planos para nossas vidas, ainda que doa Deus é perfeito!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s