MEU RELATO DE AMOR GEOVANNA

 Meu nome e Jessica tenho 24 anos tenho uma filha de 4 anos que se chama Rebecca sou casada ha 9 anos com Wagner
Eu e meu marido decidimos ter mais um filho ai começamos a planejar minha gestação e com sorte ficamos tentando só 5 meses ai veio o tão esperado POSITIVO sim eu estava gravida de 6 semanas no dia fiz uma transvaginal ai vimos nossa bebe pela primeira vez ali estava  pra nossa alegria tava tudo bem com ela nesse dia foi só alegria contar pra todos que nos estávamos grávidos amigos familiares etc.
Na mesma semana comecei meu pré-natal tudo bem fazer os exames de rotina mais tava tudo bem na segunda consulta minha P/A estava 14/09 então comecei a tomar remédios pra controlar minha pressão continuei o meu pré-natal minha medica controlava minha pressão mais mesmo com os remédios minha P/A continuava a subir então ela me passou outros remédios e me passou e outra ultrassom translucência nucal tava tudo bem com minha bebê continuamos  monitorando minha pressão tava controlada ai continuei meu pré-natal quando minha medica passou pra mim fazer uma outra ultrassom com doppler que dava pra saber o sexo do bebê era outra menina ficamos tão feliz ali estava GEOVANNA tava tudo bem com minha bebê eu fiz meu pre-natal numa clinica particular pra acompanha minha gestação melhor quando fui na medica minha pressão tava controlada mais durante a noite eu passava mal ai falei com ela e ela me aconselhou a aferir minha pressão na hora pra saber se era por causa da minha pressão que eu estava passando mal porque eu tava bem saudável fora a questão da pressão.Ai comecei a presta atenção fui na casa de uma tia minha pra ela aferir minha p/a tava alta depois de dois dias fui no posto de vacinação pra me vacina e aferi de novo tava alta no mesmo dia 26/08/2016 18:30 com 26 semanas de gestação  comecei a passar mal fui ate o UP aqui perto de casa e minha P/A tava alta 18 por 10 a enfermeira pediu pra minha ir rápido pra maternidade mais próxima eu fui passei em casa peguei meus documentos e fui chegando la eu fui rapidamente atendida me colocaram no soro e me deram remédios na veia e a medica veio avisar que eu ia ficar internada como eu tava numa maternidade publica eu não podia ficar com acompanhante porque já sou de maior meu marido foi pra casa. nessa noite me levaram pro pré-parto pra ficar em observação o tempo todo no outro dia continuei a tomar remédio na veia e me colocaram sonda e também monitoramento da p/a e batimentos cardíacos fiquei assim o dia todo não pudi ter visita do meu marido só da minha mãe mais foi rápido e eu tava meio grogue não podia nem sentar fiquei assim ate o outro dia quando a medica da manhã passou ela me deu alta pra enfermaria pra continua o monitoramento passei bem uns 3 dias a medica passou no terceiro ia e me mandou fazer uma ultrassom com doppler pra saber se ia tudo bem com minha filha fui fiz a ultra e graças a deus tava tudo bem a medida veio conversar comigo e disse se continua assim ate o dia 01/09 eu te dou alta eu fiquei muito feliz mais infelizmente no outro dia passei bem o dia quando chegou a noite eu comecei a passar mal com fortes dores no abdome a enfermeira de plantão veio e aferiu minha p/a tava alta mais ela não me falou quanto tava mais chamou outra enfermeira pra ficar comigo enquanto ela ia chama o médico quando o médico chegou me examinou e ouviu os batimentos da minha filha e falou leva ela agora pra UTI la eu fiquei a noite toda assim que cheguei la eu desmaiei eu só acordei no outro dia cheia de aparelhos e muito grogue fora de mim tava sendo monitorada totalmente eu e minha filha no mesmo dia bati uma ultrassom na UTI mesmo, de novo com doppler graças a deus tava tudo bem com ela.mais fiquei na uti por 6 dias no sexto dia tive alta pra enfermaria do hospital mais graças a deus eu sai da uti e fui pra enfermaria la eu podia ter visitas eles continuaram a me monitora toda hora vinha uma enfermeira verificar minha p/a e me dar remédios mais tava indo tudo bem na medida do possível.no outro dia de manhã a médica veio eu fiz pergunta pra ela se acontecesse o pior se tinha como fazer meu parto e salva eu e minha filha e também perguntei quanto minha pressão tava no dia que passei mal ela disse que ia fazer de tudo pra dar tudo certo e que minha p/a chegou a 22 por 10 por isso passei tanto mal.fiquei na enfermaria por dias a pressão subia e abaixava toda hora por isso eles não me deram alta do hospital.uma noite acordei passando muito mal de novo fui levada pro pré-parto porque a uti tava sem vaga eu comecei a ficar muito nervosa pensei que ia morrer então pedi a assistente social pra chama minha mãe já que meu marido não podia fica como acompanhante então minha mãe veio mais ela me avisou sua mãe vai ter que ir embora quando você for pra enfermaria.passei a noite de novo monitoramento remédios na veia só melhorei no outro dia minha mãe ficou o tempo todo comigo passei o dia só no outro dia que voltei pra enfermaria ai minha mãe pediu uma explicação porque eu tava passando tanto mal mesmo sendo monitorada e tomando os remédios na hora a médica chefe disse que isso e uma ocorrência devido a pressão que eles estavam fazendo de tudo pra mim chegar pelo menos nas 34 semanas de gestação eu ainda tava de 27 e meio pra que meu bebe nascesse sem problemas respiratórios que os pulmões dela ainda estavam em formação por isso não podiam me dar alta e nem fazer o parto então fiquei na enfermaria por mais uns dias no dia 14/09 de manhã uma médica veio pra examinar todos que estavam na enfermaria quando ela chegou em mim pediu pra mim ir bater uma ultrassom pra ela avaliar melhor meu estado fui pra ultra e fiz na sala da ultrassom tive a impressão que alguma coisa tava acontecendo tinha alguma coisa de errado com minha filha  mais o coraçãozinho dela continuava a bater então voltei pra enfermaria e o resultado da ultra foi pra mãos da médica ela saiu e pediu pra buscar meus exames que eu tinha feito no dia anterior no exame deu alguma alteração ela veio conversar comigo e disse oi vamos fazer seu parto cesariana de emergência porque sua bebe esta entrando em sofrimento não podemos deixar ela ai na sua barriga nem mais um dia eu estava com 28 semanas e meio então avisei minha família e comecei a ora e chorar 18:00 tava marcada minha cesária só não fizeram antes porque eu tinha tomado café da manhã então minha mãe veio me ver antes da cesária e fui levada pra sala de cirurgia e então minha princesinha GEOVANNA nasceu as 18:20 da noite com 32 centímetros e pesando 700 gramas chorando e cheia de vida bem porém prematura ao extremo mais na medida do possível tava tudo bem e comigo também desci depois da cirurgia pra enfermaria e minha mãe estava la me esperando ela passou a noite comigo no outro dia de manhã já podia levanta e depois do almoço fui ver minha estrelinha na uti neonatal tava la tão pequena mais tão forte tava bem mais tinha que ganhar peso.voltei pra enfermaria pois estava recém operada e queria tanto pegar ela no colo dar mama sentir teu cheiro tive alta no dia 16/09 fiquei com ela ate as 16:30 e depois fui pra casa por tinha minha filha em casa morrendo de saudades de mim então no outro dia eu levei minha filha pra escola e fui ver minha estrelinha la tava ela lutando pra sobreviver mais tava bem então fui embora com o coração chorando de não poder levar ela comigo então cheguei em casa e fiquei de repouso então minha mãe chegou com minha tia pra saber como eu tava eu saber sobre a Geovanna quando estávamos conversando o telefone toca procurando Jéssica eu disse eu mesma quem fala a moça no telefone disse a senhora podia comparecer aqui no hospital agora eu disse sim ela disse então vem que a pediatra quer conversar com a senhora eu disse ta bom to indo já sai daqui chorando deus já tinha me falado que minha estrelinha não tinha resistido.então cheguei la e a pediatra disse que ela teve uma hemorragia pulmonar  ela não resistiu muito novinha muito pré-matura então mina estrelinha que eu amo tanto ta no céu agora dia 17/09/2016 meu relato de amor GEOVANNA JÁ MAIS ESQUECIDA MINHA FILHA MINHA
Anúncios

Um comentário em “MEU RELATO DE AMOR GEOVANNA

  1. Oi entendo muito sua dor também tenho um anjinho no céu a minha Giovanna. A Dor é horrível mas elas estão nos dando força para segui a diante. Depois de um tempo a dor muda de cor o que prevalece é o amor.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s