Picadas de amor!

Passei por duas perdas avassaladoras já no nono mês de gestação, a primeira estava de 36 semanas minha anjinha Gabrielly, na segunda gestação estava de 38 semanas minha anjinha Anna Laura faltava 5 dias pra cesária 😢😢😢muitos me perguntam como vc conseguiu superar, bom na verdade não superei, apenas continuei com minha vida sem desistir dos meus sonhos, minhas filhas que partiram estão sempre comigo em meu coração e sei que um dia nos encontraremos para juntas desfrutar de tudo aquilo que havíamos planejado, dor , revolta, sentimento de abandono sim eu tive e sei que muitas aqui também sentiram isso, porém ergui a cabeça juntei aquilo que havia sobrado de mim e continuei meu caminho com a esperança que um dia teria meu colo cheio, mesmo quando tudo parecia perdido, mesmo ouvindo de muitos que eu não conseguiria, mesmo quando alguns profissionais não achavam respostas, lá estava eu lutando contra tudo e contra todos em busca do meu objetivo ” ser mãe”, passei por inúmeros médicos, sem nunca desistir ou fraquejar, pois eu devia isso as minhas duas filhas que partiram sem uma resposta, em uma dessas inúmeras consultas me deparei com um médico que me mostrou a saída foi o único que me apresentou um diagnóstico que justificava tanto sofrimento, mesmo meus exames dando todos normais , ele disse vc tem trombofilia, para quem nunca ouviu falar essa é uma condição hereditária que faz com que o sangue aumente a chance de formação de trombos , como na gestação nosso corpo produz muito mais sangue o risco de formar coágulos aumenta muito, fazendo com que a placenta não consiga exercer sua função que é suprir o bebê, dessa forma o bebê não recebe nutrientes e oxigênio😔😔😔 ,.. uma vez fechado o diagnóstico o único tratamento seria uma injeção de heparina por dia durante toda a gravidez, não pensei duas vezes e seis meses após a perda lá estava eu a espera de minha terceira menininha, me perguntavam não dói?? Sim dói, arde, por vezes sangrava e formava hematomas, mas nenhuma dor é maior daquela de perder um filho, ao total 262 agulhadas todas na barriga, mas meu amor ía além da dor, o resultado disso tudo? Bom o resultado está aí na foto abaixo, meu xodozinho, meu bebê arco-íris mostrando que após a tempestade sempre vem o arco-íris…. graças a medicina dos homens e o poder de Deus😇😇
Anna Gabrielly amor maior não há😍😍😍😍 nome escolhido com muito amor em homenagem as suas irmãs ( Gabrielly e Anna Laura)😇😇

Relato enviado pela mãe Joyce Alves Soares

Anúncios

3 comentários em “Picadas de amor!

  1. Seu relato me traz ânimo e esperança, perdi Aurora com 38,5 semanas. Às vezes penso que nunca serei mãe, mas saber que você e outras conseguiram vencer a trombofilia renova minha fé de que um dia terei um filho nos braços. Deus abençoe sua família.

    Curtir

  2. Que história linda! Que vitória depois de uma batalha tão triste. Suas palavras me fortaleceram. Perdi minha Malú em dezembro com 05 dias de vida, pois tive pré eclâmpsia.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s