O dia em que meu castelo desmoronou…

Olá, essa pagina surgiu no pior momento da minha vida, acredito que pra grande maioria daqui também, surgiu da minha necessidade de falar com pessoas que realmente sabiam o que eu estava passando.

Encontrei o blog de vcs instantemente procurando algo para confortar meu coração após uma perda gestacional. Era minha gravidez, a qual foi muito planejada e não demoramos muito para realiza-la. Porém sem dor ou um sangramento ativo precisei ir ao médico devido a um corrimento amarronzado que não cessava. Fui sozinha acreditando ser algo normal, pois li muitos casos que isso pode acontecer. Na hora o médico já me pediu o ultra som dizendo que seria necessário fazer para termos certeza que estava tudo bem com o bebê. Eu estava grávida de 9 semana e 4 dias. Após uma espera não muito longa fui fazer meu ultra sem saber que ali terminaria todo meu sonho, meus planos, terminaria tudo como quando vc termina de construir um castelo de areia e vem a onda e leve ele embora. A médica explicou no final do exame que o bebê havia parado de se desenvolver com 7s e 4 dias e que não havia mais batimento cardíaco. Meu chão demorou, um desespero tomou conta de mim. Liguei para meu esposo na hora desesperada e ele largou tudo para me encontrar. Liguei para minha irmã e minha mãe que estava sabendo tudo o que estava acontecendo porém moram há 500km de mim. Conversei com o médico e ele me explicou as opções, esperar ou induzir para expelir com medicação. Escolhi a segunda pois queria acabar com tudo de uma vez. Não queria esperar fazer xixi e ver meu bebezinho indo embora. Na saída meu marido já havia chegado e chorou junto comigo. Minha mãe ligou e disse q viria para minha cidade. E ja no outro dia fui para o hospital e precisei fazer curetagem. Virei a paciente da cureta para os profissionais de saúde. A curetagem chegou diziam no Centro cirúrgico. Me.colocaram no último quarto da maternidade para ficar, ou seja, tive q passar pelo berçário, pelas portas decoradas, pelas mães que caminhavam com seus recém nascidos no colo. E lá estava eu, sem sonho, sem meu bebê, sem nada. Estávamos eu e meu marido. Meus pais ficaram aguardando. Pela graça de Deus td correu bem, não senti dor nem tive complicações. Mandei msg para todos que sabiam que estava grávida. Fiz uma msg direta e pedindo apenas orações. E fiquei de repouso. Tive que ouvir de varias pessoas que tinha que ficar bem, que não era pra ser,  ou que logo eu teria outro. Fiquei pensando nessas palavras e em como doeram. Mas me perguntava e eu? Meus planos? Meus sentimentos? Será que ninguém percebe o quanto dói? O quanto eh difícil ver  a vida das pessoas seguindo e vc tá ali se sentindo uma ervilha no mundo, pequena, triste e q pra grande maioria das pessoas eh como se eu tivesse q ser forte. Que perder um bebê com dias, eh muito menos pior do que com anos de vida?, mas dói, mesmo assim dói muito. Só quero que a dor seja amenizada e que tudo isso passe logo, hoje já faz 3 meses e eu me pego pensando em tudo o que aconteceu, como teria sido ver a barriga crescer, como teria sido descobrir o sexo do bebe. Mas sei que Deus tem o melhor pra mim, e que nada, nada nessa vida acontece sem a permissão dele e sei também que na hora certa meu bebe vai chegar. Obrigada por me ouvirem e por compreenderem como me sinto! Que Deus traga chuvas de bênçãos na vida de cada uma aqui!!!

Depoimento enviado pela mãe Vivian

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s