Mãe de anjo

img_20160731_010550

 

Sou a tainara tenho 20 anos e perdi meu filho á 4 meses , tive síndrome da HELLP com 7 meses tive que tirar o meu filho por corria o risco da minha morte e da morte dele tive ele. No dia 30/06/2016 … Fiquei 10 dias internada por conta da pressão e meu filho tbem na neo para ganhar peso , ele estava ótimo cada dia uma vitória que a gente vivia . Ele engordando a cada dia sem complicações nenhuma … Tive alto e fiquei indo todo dia vendo ele na neo , até que foi numa sexta _feira  dia 12/08/2016 me ligaram entrei em pânico pq não tinha visto ele na quinta por conta de uma alergia que eu pensava que era uma gripe e não fui com medo dele pegar … É e nesse dia não estava bem … Voltando na sexta me ligaram fiquei mega nervosa e sai da minha cidade pq ele nasceu em outra cidade e fui ate o hospital … Chegando lá mandaram a gente esperar eu e meu marido eu mega nervosa pq mãe sente tudo … A enfermeira veio e começou a falar que o Davi não estava bem que ele tava muito mal que ele não podia mais fazer nada meu mundo desabou comecei a chorar orar e perguntar pra Deus o pq com migo me deixaram entra pra ver ele. … Quando eu entrei meu coração em pedaços entrei desespero ao ver meu filho quase morto as enfermeiras pergunto se eu queria pegar ele … Falei que queria peguei falei com ele. Meu marido pegou entrego para Deus e eu peguei de volta nisso que eu peguei ele faleceu nos meu braços ..  meu anjo tão esperado … Parecia um pesadelo que não tinha fim … Hoje  to seguindo a minha vida mas com o vazio pq o Davi Samuel o meu bb tão esperado tão amado não ta com migo… Uma dor que não tem fim … Ainda mais quando vou aos médicos e eles falam que não posso ser mais mãe … Mais confio em meu Deus creio que fui curada e vou da um irmão ou irmã para meu filho meu anjo … Essa é a minha história …

Relato da mãe Tainara Stefani

Anúncios

3 comentários em “Mãe de anjo

  1. Bom quero dividir com vocês à minha triste história !!

    Me casei em 2014 desde então parei com o anticoncepcional porque queria muito ser mãe. À cada mês eu ficava na expectativa, e nada. Até que dia 04 de janeiro de 2016 com 10 dias de atrasi decidi fazer o teste e aqueles 2 risquinhos apareceu, nossa que emoção, me ajoelhei e agradeci muito à Deus.. Meu marido sempre me apoiando em tudo, me acompanhava em todas as consultas de pré natal, em todos os exames.. Meu sonho sempre foi ser mãe de um menininho, e claro que Deus realizou esse sonho, um menino, meu Murilo !
    Fiz tudo certinho, tive umas complicações no começo porem nada grave. No dia 09/06 em uma consulta de pré natal meu médico disse que minha pressão estava um pouco alta, e decidiu entrar com medicação para controlar a pressão, no mesmo dia já comecei a tomar, no dia seguinte foi o chá do meu príncipe, ele ganhou myiiita coisa. Dia 16/06 numa quarta feira, não me senti muito bem, minha pressão estava um pouco alta, fui para maternidade e o médico achou melhor eu ficar lá em observação e fazer alguns exames no dita seguinte. Na quinta feira logo pela manhã fui fazer um ultrassom, e a médica me disse que o meu filho estava abaixo do peso com 942gramas ( eu sabia que ele seria um bebê pequenininho, mais não tinha nada de errado nisso) e disse também que eu estava com pouco líquido e que ele não estava recebendo sangue o suficiente pelo cordão umbilical, nossa quando ela me falou isso parece que um buraco se abriu em baixo dos meus pés, chorei muito, muito mesmo, a todo tempo pedindo pra Deus me ajudar, e salvar o meu bebê, subi para o quarto e logo em seguida a médica veio conversar comigo, uma excelente profissional, me acalmou, e me explicou que hoje em dia a medicina esta muito evoluída, e que em casos assim é mais fácil para ele sobreviver fora do que dentro do útero, e eu iria tomar 2 injeções para amadurecer o pulmão dele, e no dia seguinte eu iria fazer um novo ultrassom para ver se eu ainda estava com pouco líquido e caso estivesse com menos iria fazer a cesária.
    As horas passou recebi algumas visitas, às 16:40 a enfermeira passou e ouviu os batimentos dele e estava normal, às 19:00 comecei a sentir umas dores muito forte o enfermeiro veio no quarto e por várias vezes tentou e não conseguiu ouvir os batimentos, eu estava com muita dor, nesse momento já estava muito nervosa preocupada, chorava e tremia muito, não tinha ninguém da minha família lá comigo porque não podia ficar acompanhante. Fui levada para a sala de pré parto e no exame o médico viu que eu estava com descolamento de placenta, e me levou imediatamente para a sala de parto, porque além do meu filho eu também corria risco de vida, foi feito uma cesária de urgência, meu filho nasceu às 20:16 no dia 16/07 já nasceu sem respirar. Quando a médica pediatra me disse isso, eu não tive reação, desacreditei parece, não sei o que aconteceu comigo, tudo que eu queria era trocar de lugar com ele.. Eu não me conformo como isso foi acontecer, eu sempre fiz tudo certinho, meu pré natalista muito atencioso, mudei minha alimentação, nunca deixei de tomar medicamentos quando era necessário, e mesmo assim Deus levou meu filhinho. Tive que voltar pra casa com o colo vazio, tive que entrar no quarto do Murilo, e ver todas as coisas dele e não poder escolher uma roupinha para ele vestir, é uma dor insuportável, não existe palavras humana para me confortar, eu não aceito, não entendo, é muitas repostas sem preguntas.
    Eu pareço estar oca por dentro, meu coração se foi junto com o meu anjo, dói, dói e dói muito, e sei que vai doer para sempre, sei que minhas lágrimas será eterna, mais tenho esperança de que Deus irá amenizar minha dor, e tenho fé de que ele vai curar minha ferida !!

    Curtir

  2. Oi tainara. Sinto muito pelo acontecido. Tb sou mãe de anjo e tive o mesmo problema que vc. Pré eclampsia e síndrome de hellp . Minha filha morreu na minha barriga aos 6 meses de gestação. Participo de um grupo no face chamado : vencendo a pré eclampsia. Lá tem vários relatos de mães que perderam seus filhos para essa maldita doença. E de outras que venceram o medo e as barreiras e hoje tem seu milagre nos braços. É um grupo que nos ajuda muito. Não deixe de participar. Que Deus te dê forças para suportar essa dor.

    Curtir

  3. Também tive síndrome de help com 7 meses na minha primeira gestação, graças à Deus, minha filha está linda e perfeita, os médicos diziam que eu não deveria engravidar novamente. Mas meu desejo de ser mãe novamente era enorme, fui atrás de um especialista em gravidez de risco e engravidei de novo, tive pressão alta após o sexto mês, mas correu tudo bem, consegui levar minha gestação até as 36 semanas, minha bebê nasceu com Tetralogia de Fallot e veio a falecer três meses depois do nascimento, mas segundo os médicos nada tem a ver com o meu problema.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s