Samuel Henrique, o meu Anjo de Coração Valente

fb_img_1471671164484-copy

“Até aqui nos ajudou o Senhor.” 1 Samuel 7:12

Meu nome é Janielle da Silva Marques sou Mamãe do Samuel Henrique Marques, e venho contar a minha história de amor, com meu Anjo de Coração Valente.

Então vamos lá…

No final de Março para o início de abril descobri que não poderia engravidar, pois tinha a síndrome dos ovários policísticos, e os meus ovários estavam comprometidos, para mim foi um choque gigantesco, porque meu sonho era ser Mãe, e eu estava enfrentando alguns problemas (fim de relacionamento), e essa notícia me deixou um tanto mais revoltada com a vida. Foi então que conheci o genitor do Samuel e por certa “irresponsabilidade” minha, acabei engravidando.

E no dia 07 de Julho de 2015 ao vir do trabalho passei em frente a uma farmácia e senti a necessidade de comprar um teste, porque estava com atraso, o que era normal já que meu ciclo menstrual era irregular por conta dos policístos, comprei um teste só pra tirar as dúvidas, de que não estaria grávida, e para minha surpresa o teste deu positivo.
Naquele momento um misto de sentimentos e emoções vieram, como assim eu grávida? Eu não podia engravidar e agora tenho um bebê dentro de mim, confesso que não sabia o que fazer diante da surpresa, mas meu Coração se alegrou e naquele momento eu me senti MÃE, e como mãe optei por amar essa criança que estava dentro de mim, então, peguei o teste de positivo nas mãos levantei para os seus e apresentei para Deus e o agradeci por tamanho milagre e dádiva a mim concedida. Informei para o genitor, que não aceitou como filho dele o serzinho que eu carregava em meu ventre, mas pouco me importou a sua reação no momento, eu estava feliz por ter uma vida dentro de mim, sabia que não seria fácil, mas enfrentaria o mundo para ter meu filho em meus braços.

No dia seguinte 08/07/15 comprovei a gestação através de uma ultrassonografia, e ouvi o coraçãozinho do meu filhinho com 6 semanas e 3 dias. Nesse mesmo dia o primeiro susto, por uma irresponsabilidade médica eu poderia ter feito uma curetagem, ouvi os batimentos cardíaco do bebê, mas no laudo o médico deixou explicito que não havia evidências de batimentos cardíacos, aí eu me desesperei, não aceitei que Deus tivesse me dado um filho e me tirado tão rápido já que eu o amei tanto desde o momento da descoberta e não o tinha rejeitado, eu chorei desesperada, porque queria o meu filho.
Fui ao obstetra e ele me deu uma semana de espera para refazer a ultra, essa foi à semana mais longa da minha vida. Passada a semana refiz o ultrassom e lá estava o meu embriãozinho com o coração batendo firme e forte para sua idade gestacional, para minha maior felicidade.
Passaram as semanas e nas 11 semanas, o primeiro sangramento princípio de aborto espontâneo, fiz medicação no dia seguinte, fiz outro ultrassom o que foi constatado: Descolamento Prematuro de Placenta, mas o bebê estava firme e forte.
As 13 semanas uma hemorragia pela e tive que ficar internada, naquele dia pensei que tinha perdido meu filho, médica fez os procedimentos e o colo do útero fechado, nem a médica entendeu, tanto sangramento e o colo do útero continuava fechado (era Deus agindo), e vamos para mais uma ultra, ver a causa e como o está o bebê, já que o sangramento foi intenso ele poderia está fraco, e mais uma vez lá estava o coraçãozinho dele batendo acelerado, fazendo a festa dentro da minha barriga, tão pequeno e já era tão valente e tão forte, e o descolamento de placenta permanecia. Com 14 semanas e meia, fiz novamente ultrassom e descobri que o serzinho mais valente que morava dentro de mim, era o um Menino, e que tão logo foi chamado de: Samuel Henrique, batimentos cardíacos ok, líquido amniótico ok, mas o descolamento permanecia e de 5 mm aumentou para 5cmx5cm, o que me fez deixar tudo de lado e somente cuidar do meu filho.

Tive que afastar do trabalho, sair, de mostrar pra todo mundo que eu estava grávida, somente para que meu filho ficasse bem, pois o médico foi muito sincero comigo ao dizer que meu filho só sobreviveria com repouso e oração, foi pela Renúncia e pela Fé que as 32 semanas o descolamento fechou, mas como nem tudo eram flores, meu Pequeno Grande Guerreiro já não estava ganhando o peso que deveria ganhar a cada semana pois estava com má oxigenação, artéria uterina do lado esquerdo e a artéria umbilical não estavam trabalhando direito, e isso fez com que os nutrientes que ele precisava pra engordar tivesse dificuldade de chegar até ele, meu coração de mãe ficou ainda mais aflito ao saber que meu filho não estava se alimentando direito, 32 semanas e ele estava com 900 gramas, mas a fé continuava firmada no Senhor, pois até ali Ele tinha nos ajudado, mesmo com peso baixo e se alimentando pouco, meu líquido amniótico estava ótimo e os batimentos cardíacos também, o que faria com que eu pudesse ficar com ele mais tempo dentro de mim para ganhar um pouco mais de peso, e vamos para os exames de rotinas do 3° e último trimestre, caso desse tudo normal era possível adiantar o parto, e mais uma vez a aflição tomou conta do meu coração, mas sempre com Fé que tudo ficaria bem, e os resultados dos exames deram todos alterados, infecção urinária fortíssima, inchaço além do normal tomei medicação e mesmo assim continuava a infecção urinária e albumina +++, o que impossibilitava o parto, Samuel estava super bem, líquido amniótico ótimo e batimentos cardíacos, perfeitos e tinha engordado algumas gramas, mas no ultrassom um líquido na cavidade abdominal, continuei fazendo medicação e vamos para mais uma consulta, dia 26/01/2016, tinha melhorado de tudo, e o médico então pode prescrever a medicação injetável para amadurecer o pulmão do Samuel, e que no máximo em duas semanas íamos fazer a cesariana e mais uma ultrassonografia pra saber como estava o Samuquinha, e veio o alívio, faltava pouquinho para ter meu Coração Valente nos braços. Na tarde do dia 28/01/2016, saí para fazer o ultimo ultrassom e tomar a injeção, chegando na sala de ultrassom, o choque, o meu Coração Valente tinha partido, depois de uma batalha de 36 semanas, o coraçãozinho dele parou de bater, e a causa? Asfixia intrauterina por descolamento de placenta, em menos de 15 dias o líquido amniótico secou para que meu filho subisse para o Céu e se tornasse o meu Anjo intercessor e protetor. Mas ainda tinha fé que ele pudesse ainda estar vivo, que seria mais um erro médico, e passei a ultima noite com ele morando dentro de mim, pela manhã fiz outro ultrassom, e confirmado, Samuca não seria meu de corpo presente, mas de alma e coração.
E no dia 29 de Janeiro de 2016, nasceu de uma cesárea o meu Samuel Henrique S Marques, com 1,615kg e 41cm, morto para essa vida terrena, mas vivo nos braços de Jesus.

Enquanto eu fiquei internada no hospital, graças a Deus o meu médico teve todo cuidado comigo, não fiquei internada na enfermaria da maternidade, fiquei em uma sala longe das outras mãezinhas, foram humanos comigo e se sensibilizaram com a minha história, e tentaram de alguma forma amenizar um pouco a minha dor.

O corpinho do meu Filho veio para casa e passou a noite com sua família e foi sepultado no dia seguinte.

A dor é infinita, os meses passam e ela continua viva aqui dentro de mim, pois a minha ligação com meu filho era muito grande e sinto muito não poder tê-lo ao meu lado, mas assim como fiz quando descobri apresentei o teste para Deus e disse que se cumprisse a promessa dEle em minha vida, e que me desse força para enfrentar a batalha que estaria por vir, antes de entrar na sala de cirurgia em oração entreguei meu filho para o Pai, juntei as poucas forças que me restavam e pedi que ele estivesse comigo e me carregasse no colo, pois eu precisaria, e que me desse forças necessárias pra enfrentar o deserto que seria viver sem meu filho e “ATÉ AQUI O SENHOR ME AJUDOU”, para sua honra e glória.

Se eu disser que sei o PARA QUÊ de tudo isso que me aconteceu, eu estou mentindo, mas sei que DEUS não me deixará sem respostas.

Ao todo foram feitas 16 ultrassonografias, 6 meses de repouso absoluto, só saia para as consultas a cada 15 dias algumas vezes a cada 8 dias, 36 semanas de muitas batalhas, porém de muito amor, o amor mais puro e verdadeiro e que a cada segundo aumenta.

Eu sinto muitas saudades do meu filho, ele era muito Sapeca, fazia muitas estripulias na minha barriga, noite e dia eram chutes e cotoveladas, dormia e acordava com ele mexendo, vivemos uma linda história de amor enquanto ele esteve aqui, éramos só nós dois e a minha família, fomos muitos felizes juntos.

O Samuel me fez descobri uma força que eu não imaginava que eu tivesse, uma fé que me fazia crer no impossível, enfrentei todos os meus medos sorrindo, me fez querer ser uma pessoa melhor… Meu Coração Valente foi um guerreiro aqui na terra e ganhou o Céu como recompensa.

O ventre que era infértil gerou o mais lindo anjo do Céu, o Anjo que me curou da infertilidade, ele foi morar no Céu, mas cumpriu a sua missão, me concedendo a honra de ser MÃE dele, e assim quando eu quiser posso dar um irmãozinho a ele.

Samuel Henrique é meu milagre, e a nossa história de amor não chegou ao fim, creio no dia do nosso reencontro. E quando esse dia chegar, seremos bem felizes juntinhos para nunca mais nos separar.

Na eternidade eu vou te ver meu Coração Valente ❤

Relato da Mãe Janielle da Silva Marques

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s