Helena – amor além da vida

image copy

Descobri esse grupo, assim como tantas outras mães que vejo por aqui, através da dor, depois de perder meu 4° bebe… Ha Helena!!! A Helena foi planejada, desejada e amada por todos… Eu acreditava q tinha superado as outras perdas, e com a vinda da nossa Helena a vida estava nos dando uma nova chance de sonhar e escrever uma nova história. Foi uma gravidez difícil, cirurgia pra fechar o útero, muito repouso, remédios, descolamento de placenta e várias idas e vindas ao médico. Mas nossa pequena guerreira estava sempre bem, crescendo, engordando, se desenvolvendo cada dia mais. Sempre q eu e o papai íamos fazer ultra-som era sempre tenso, mas nada nos trazia mais felicidades do q ouvir aquele coraçãozinho batendo… Era o melhor som do mundo, saber q minha princesa estava bem fazia qualquer sacrifício valer a pena. Nunca havia sentido aquele amor antes, nas outras gestações eu era nova, inexperiente, e no auge dos meus 30 anos, eu tinha uma outra percepção do que era a maternidade. Eu tinha uma ligação muito forte com a minha filha, era algo inexplicável, como se tivéssemos juntas a vida inteira, tudo fazia sentido com ela! A cada semana vencida, a cada exame sem alteração só renovava minhas forças, minha fé. No dia 28/09/15 eu estava com 26 sem. O ponto q sustentava meu colo uterino soltou e eu tive q ser internada, porque sem o ponto ela poderia nascer a qualquer momento, e sabemos todos os risco q um prematuro extremo corre nessa fase. Os médicos acharam melhor me internar p tentar segurar minha gestação pelo menos mais 4 semanas. Fui para maternidade, meu esposo e minha família ficaram super preocupados com o q poderia acontece. Eu ao contrário deles estive calma em todo tempo, nada abalava minha fé, mesmo com toda tenção minha filha estava bem, e pra mim era o que importava…Acho q era Deus me preparando para o q eu iria enfrentar… Eu sempre acreditei e falei p ela que aquilo era só mais uma prova, só mais uma parte do nosso testemunho que iríamos contar quando ela viesse ao mundo! Mas no dia 12 de outubro, com 28 sem.tudo mudou… Naquele dia acordei e não senti a Helena mexer, mas não desconfiei de nada, tomei café, conversei um pouco com ela como fazia todos os dias, fiz movimentos de um lado pro outro pra ver se ela mexia, e nada! Mas em nem um momento passou pela minha cabeça que havia algo errado com a minha “pipoquinha”. Por volta de 09:30 um pouco mais tarde do que de costume o médico entrou no quarto… Perguntou como eu estava e como estava a Helena, todos os médicos e enfermeiras eram muito atenciosos com meu caso, e todos chamavam minha filha pelo nome. Eu na mais pura inocência disse q eu estava bem mas a Helena estava muito quietinha e não havia mexido ainda, ele já não fez uma cara muito boa quando eu disse isso, pegou o aparelho para ouvimos o batimentos, e mal sabia eu que ali começaria a viver os piores momentos da minha vida! Por várias vezes ele tentou achar os batimentos dela, trocou de aparelho, e por várias vezes ele confundiu os meus batimentos que aquela altura já estavam disparados com os da minha filha, acho q nem aquele médico conseguia acreditar q algo assim poderia ter acontecido..Imaginem eu! Quando ele fez o toque a bolsa rompeu. Ele pediu uma ultra som, liguei pro meu esposo q correu p hospital, porque ele precisava me acompanhar p fazermos a ultra som. Nessas horas que se seguiram foi tudo aterrorizante, me senti presa em um pesadelo sem fim…Eu queria fugir dali, minha cabeça rodava, todos que entravam no quarto eu perguntava “O que está acontecendo com a minha filha? Por que não conseguimos ouvir o coração dela? Todos tentavam me acalmar e me consolar de alguma forma. Mas mesmo sabendo que algo estava errado, em nem um momento eu ouvi a palavra ” morte”. E a todo momento eu pedia pra Deus nos mostra o coração da minha filha! Pedia incessantemente pra Deus operar um milagre, confundir a medicina e fazer o coração dela bater de volta. Foram horas de dor, agonia e esperança que um milagre iria trazer minha filha. Que aquilo era só mais um susto e iria passar… Por volta do 12:00 me levaram pra fazer a ultra som, eu não queria que aquela hora chegasse! Deitada naquela maca, passou um filme de tudo que avimos passado até ali… Quando chegamos a sala eu já não tinha mais forças, no fundo eu sabia o que aquela ultra-som tinha pra nos dizer, e eu não queria ouvir… O médico tentou por alguns minutos encontra sinais vitais, enquanto isso eu olhava pra ele e pro marido repetidamente pra ver se eles esbolsavam alguma reação, e nada! Por fim o médico parou e nos disse que não haviam mais sinais vitais, que nossa filha não tinha mais vida… Meu Deus que dor! Senti como se tivessem cravado uma faca no meu peito. Nada que eu viva na minha vida vai se comparar ao que eu senti naquele dia. Senti como se tivesse morrido também. Pensei que iria enlouquecer, nada fazia sentido… Mas eu sabia que toda dor e sofrimento não tinha acabado ali! Ainda tinha que tentar manter o controle, afinal eu teria um parto pelo frente, horas de contração, e um enterro que eu fiz questão de ir. Mas no meio de tanta dor, descobri uma força sobrenatural, física e mental, vinda de Deus. Nas horas que seguiram muitos anjos foram colocados no meu caminho, entre eles uma médica q me falou palavras doces e sensíveis, e uma enfermeira que estava na sala de cirurgia, e me proporcionou o momento mais lindo que já vivi! Logo depois do parto o médico me mostrou minha filha rapidamente, esse anjo dessa enfermeira vendo meu sofrimento, em um determinado momento que ficamos só eu e ela na sala, pegou minha filha e a trouxe para q eu pudesse conhecê-la e me despedir, colocou ela sobre o meu peito e nos deixou ali… Só eu e ela… Minha filha era linda! Perfeita! Com 1135kg e 37 cm, o anjo mais lindo q já vi! Era uma mistura minha e do meu esposo…Não sei explicar, mais era um momento de tanta dor e ao mesmo tempo tanto amor… Me senti mãe de verdade. Me senti grata a Deus por te- la naquele momento, foi o momento mais triste e o mais lindo da minha vida! Como sou grata aquele enfermeira, e acredito que Deus a colocou ali pra amenizar o meu sofrimento! Dez meses se passaram, e pra mim parece que foi ontem que tudo aconteceu… A presença da minha filha ainda é muito forte! Sinto como se a vida estivesse me empurrando pra frente, quando a minha cabeça está lá traz ainda, em tudo que vivi. Por mais que eu tente nada mais é como antes, e acho que nunca vai ser. Minha filha de certa forma mudou todo o rumo da nossa história. Me fez mais forte, me fez uma pessoa melhor! Trouxe mais amor e paz as nossas vidas! Mas porque que ainda acho que nada faz sentido? Não me encontro mais! Não consigo achar inspiração pra viver sem minha filha! Tento me apegar na fé, nas coisas boas que tudo isso trouxe, porque afinal de contas tivemos momentos lindos e felizes juntas! Também procurei ajuda psicológica, pois pra mim é muito difícil aceitar tudo o que aconteceu. E mesmo com toda essa ajuda a aceitação não vêm! A saudade e a dor não passa! Com o tempo realmente a dor diminui a intensidade, mas ela sempre está aqui me acompanhado… Em alguns dias ela é maior e em outros tem menos força.  Mas quero sair dessa, quero voltar a sorrir sem culpa! Foi assim que minha filha sempre me sentiu,  Deus sabe até onde podemos suportar, e em Deus e por ela vou buscar força! É bom saber que não estou sozinha nas minhas incertezas e medos, e assim como tantas mães de anjos tento me reencontrar novamente a cada dia!

Relato da mãe Iara (email de ronaldo pereira)

Anúncios

2 comentários em “Helena – amor além da vida

  1. Passei há um mês exatamente pelo mesmo que você, fiz cerclagem, fui internado porque um ponto soltou e meu bebê faleceu com 28 semanas eu estando internado, a dor é ainda tão grande, se você sentir à vontade entre em contato comigo, meu e-mail é crisbrucceli@hotmail.com e meu facebook Cris Brucceli, vamos nos dar apoio, emocionante seu depoimento. Abraço carinhoso

    Curtir

  2. Sua estória é linda e triste. Perdi meu rei Arthur ha quase seis anos e a dor ainda não passou. Por anos tive muito medo de tentar novamente, até que Deus me deu forças e engravidei. Hoje tenho meu Miguelzinho aqui comigo jacom um aninho de vida. Por isso minha amiga. NAo desista. Sua hora vai chechegar. Entregue nas maos de Deus e confie.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s