Felipe Vitório, meu anjo, te amo!

Sei que Deus tem um propósito muito grande na vida de cada pessoa, que Ele forma com tanto amor e carinho. Sei que Ele tem esse amor por mim, e também pela minha família. Quero dividir minha dor que já faz 5 meses.

Tenho uma princesa linda Alice de 4 anos, então decidimos arrumar um irmãozinho pra ela. Descobri que seria um menino, seu nome é Felipe. Sempre sonhei com um menino.
Aos 5 meses de gestação, através do ultrassom morfológico, descobrimos inúmeras mal formações em meu anjo. Os médicos me aconselhavam o aborto.
Tive 3 dias de luto total com um bebê dentro do ventre. Mexendo a todo vapor.
Meu marido e eu decidimos confiar em Deus é deixar o Senhor decidir pelo melhor.
Chorei todos os dias na gestação.
Pedia tanto pra Deus fazer um milagre. Organizei um relógio de oração com umas duzentas pessoas orando durante todo o dia, pelo milagre da cura do meu bebê.
A cada dia a dor, o desespero aumentava. Sofri demais antes de ele nascer.
Eu carregava um bebê que tinha incompatibilidade com vida, mas a minha fé me deixava firme.
O difícil eram as pessoas que não sabiam e me encontravam, me viam de barrigão, passavam a mão na minha barriga, perguntavam o nome, quando nasceria, e eu sentia uma facada do peito.
Com 35 semanas, tive problemas de polidramio, a água aumentou muito. Tinha dificuldade pra respirar, fui ao hospital com muita dor. Deus preparou uma médica anja também, que cuidou de mim com muito carinho. Ela tinha muita esperança de salvar o Felipe, mas quando meu marido chegou com os ultrassons, ela ficou a minha saúde.
Dia 16/02/2016 , o Felipe Vitório, nasceu com 3.490 kg… Com suas limitações gravíssimas, ficou na encubadora , totalmente excluído numa salinha do neonatal. Quando o vi, não vi nada de feio ou assustador, vi meu filho, meu anjo, alguém que Deus me deu para gerar pra Ele.
Com um dia e meio de vida, sem condições nenhumas de viver ele faleceu. A pediatra que pegou ele primeiro, constatou sua morte na hora do parto, porém viu meu menino fazendo força pra respirar.
Hoje sei que ele está num lugar muito melhor que eu.

Mas ainda sinto a dor dos pensamentos, imagino tanto ele aqui nos meus braços, imagino ele no colo da minha filha do meu marido.
Imagino como seria se não tivesse problemas.

Meu coração dói quando vejo mulher grávida, ou quando vejo bebês meninos mais ou menos na idade que ele teria.

Dói passar os dias imaginando como seria se tivesse sido diferente. Dói ver que para outros deu certo como planejado.
Mas sei que Deus é maravilhoso e nunca erra, tudo que Ele faz está muito certo.
Mês que vem minha licença maternidade termina.

Sou muito grata a Deus pela oportunidade de ter gerado um anjo lindo, que espero abraçar e beijar muito no céu!!!

Depoimento enviado pela mãe Sthefany

Anúncios

Um comentário em “Felipe Vitório, meu anjo, te amo!

  1. Oi! Entendo bem seu sofrimento! Em 29/01/2016. Meu Enrico também nasceu e se foi. Nossa história é muito parecida. Também no morfológico descobrir a incompatibilidade com a vida. Ele tinha síndrome de Edwards. Mas o tempo nos ajuda a organizar os pensamentos. Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s