Precisamos de mais empatia, solidariedade e sensibilidade de verdade!

A pergunta que me faço atualmente, depois de uma perda gestacional, não é mais como engravidar após uma experiencia tão solitária e sofrida, e sim, como encontrar uma equipe empática e sensível a nossa dor do luto. Que consiga nos atender com os nossos temores, demandas e singularidades.

Queremos ser respeitados e empoderados nas nossas escolhas e não nos ver confrontados, desqualificados, comparados.

Sabemos o que é melhor para a gente e somos os protagonistas das nossas vidas, com ou sem saber médico!

Não queremos que presumam e façam o que acreditam ser melhor pra gente, sem nos consultar ou indagar. Só porque possuem um diploma, que nada diz sobre mim, nem tampouco sobre você.

Se permitam o benefício da dúvida, é para poucos, aqueles que são sábios, pois estão sempre aprendendo.

È tão difícil aceitar o diferente? Conseguir não desqualificar, nem julgar escolhas diferentes das suas?

Precisamos de mais tolerância com o outro, não peço que concordem e aceitem meus hábitos e estilos de vida, mas exijo respeito!

Não queremos um pré-natal baseado em crenças e valores pessoais de quem nos acompanha, não muito obrigada, já construímos as nossas ao longo da nossa existência e durante a formação da nossa família.

Desejamos somente ser acompanhados por uma equipe respeitosa, cuidadosa, acolhedora, que nos respeite e empodere nas nossas decisões. Queremos ser informados sobre as possibilidades de atendimento, tipo de parto e intervenções, sabendo que a escolha final será nossa, com base no conhecimento técnico transmitido e nas nossas singularidades!

Do que adianta ser o melhor profissional, mais preparado e qualificado tecnicamente se falta humanidade, sensibilidade e reconhecimento do outro nas suas necessidades individuais e peculiaridades de cada caso.

Desejamos, desta vez, que  o desfecho seja diferente da gravidez anterior que resultou numa perda, mas desejamos principalmente uma equipe de fato humanizada, centrada na gestante (no casal), nas nossas necessidades e manifestações de vontade!

Larissa Rocha Lupi – Psicóloga

Fundadora e Idealizadora do Projeto Do Luto à Luta

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s