Guerreirinho Davi

No dia 26 /03 /2015 descobri que estava grávida, era o dia do aniversário do meu marido foi o presente que dei a ele, ficamos com medo porque a sete anos atrás tive um aborto espontâneo e fiquei com trauma, então comecei a fazer o pré natal fiz a primeira ultrassonografia o médico visualizou um possível mioma. Mas eu sabia que não era mioma que futuramente poderia haver sangramento isso aconteceu com 3 meses comecei a sangrar fui à emergência o médico disse que estava com descolamento da placenta me afastou por 7 dias do meu trabalho a partir daqui não podia mais levantar peso ter relações sexuais coisas assim no quarto  mês estabilizou foi quando fiz a ultra para saber o sexo do bebê era o meu Davi chegando ao quinto mês minha bolsa estourou fui novamente para Emergência fiquei internada por 7 dias retornei pra casa tive que ficar em repouso absoluto e fazendo exames de 3 em 3 dias e toda segunda feira Ultra, a cada semana o líquido amniótico diminuía, minha gestação iria só ao sétimo mês, com 28 semanas retornei a internação pois já tinha risco ficar em casa, o tempo que fiquei internada vi mamães  entrando e saindo da maternidade. E eu lá com a minha torcida de Enfermeiras e familiares para que desse certo. Então no dia 17/09/15 fiz minha última ultra já não havia mais líquido algum já era hora de nos separarmos, meu médico nosso anjo marcou a cirurgia, foi muito difícil retirá-lo ele estava em uma posição nada fácil além de não ter líquido e quando retiraram ele foi às pressas pra uti neo, olhei de lado e vi meu anjinho que só deu dois chorinhos tão fraquinhos, nasceu com 52 cm 1.880 ,no outro dia fomos vê-lo, meu anjinho estava lá imóvel lutando todo cheio de fios mim doeu tanto ainda mais quando veio a pediatra e disse que o caso dele era muito grave pq ele além de ser prematuro estava com infecção e não respirava com os próprios pulmões mas eu acreditava que ele ia superar nesse dia tive alta mas por mim ficava lá o tempo que fosse preciso, em casa não queria ver ninguém, só receberia visita quando estivesse com ele em meu colo, no dia seguinte meu esposo foi visitá-lo pois eu não estava em condições físicas de visitá-lo quando meu esposo voltou da visita me alegrei pois os batimentos cardíacos dele havia melhorado de 52 para 73, nesta noite senti uma dor e um vazio, contava as horas pra amanhecer o dia pra irmos ver nosso guerreirinho novamente, acordei feliz em ir vê-lo e Tbm com o sentimento de chegar lá e ter aquela notícia! E isso aconteceu, antes de entrar na uti neo veio a Dra e nos deu a notícia, nunca imaginei sentir essa dor, ainda assim quis vê-lo, mesmo sem vida o coloquei em meus braços e o admirei pedindo a Deus que fizesse aquele milagre de ressuscitar meu Davi, me doi muito dormir e não ter meu bebezinho pra dar  de mamar e fazê-lo dormir, não acordar com o tao esperado chorinho. nunca imaginei tanta dor…

Depoimento enviado pela mãe Selma Carvalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s