Enquanto espero, eu tenho guardado o meu amor

Queridos seguidores,

O post de hoje é um presente para todos nós. Um presente que nos foi cedido com muito carinho por seus autores – Sandryane Barreto e Paulo Souza.

Sandryane e Paulo são pais de Cauê, um anjo de luz que teve sua história contada num blog desde a sua concepção até a sua partida. História esta que se transformou num lindo livro chamado “Enquanto espero, eu tenho guardado meu amor”. A versão deste livro está aqui disponibilizada para que vocês possam ter acesso a essa linda historia de luto, luta e amor.

Cauê Livro

Abaixo, transcrevemos alguns trechos do prefácio do livro:

“Poucos dias após eu descobrir que estava grávida, senti uma vontade enorme de escrever para o meu bebê. … Tudo isso tinha um propósito: eu sonhava que, um dia, o Cauê pudesse ler todos aqueles textos que seriam escritos até completar o seu primeiro ano de idade. Dessa forma, ele poderia sentir todo o amor que sua vida despertou em nós antes mesmo de nascer. Essa memória seria entregue no formato de um livro, quando ele aprendesse a ler. … isso não foi possível. Cauê nasceu prematuro extremo com 760g, mas com uma força e uma vontade de viver que eu nunca vi igual. Foram 157 dias em que ele lutou muito, sofreu muito, tentou de tudo, mas os planos acordados por nós e por Deus eram outros. E a sua luta, ou melhor, a tentativa de contar o lado lúdico dela também foi escrita no blog, pois mesmo com todas as dificuldades, eu continuei acreditando no meu sonho: um dia ele leria todos os textos. … A partida do Cauê levou muitos sonhos, planos e desejos do meu coração. Porém, agora eu decidi colocar em prática os poucos sonhos, planos e desejos que me restaram. E este livro é a concretização maior disso. Cauê se tornou um anjo de luz no dia 30 de a bril de 2015 e, por mais que esse dia me traga dor, eu sei que ele também representa a libertação do meu filho. A libertação da dor e do sofrimento físico e da sua árdua e tão bonita missão. Aqui está o seu presente de um ano na morada do Pai, meu Cauê. Aqui está a sua história, bebê lindo – uma parte física do que transbordou da alma e do coração, pois como um dia um pequeno grande príncipe falou, “o essencial é invisível aos olhos, só se pode ver com o coração”. Nós te amamos, Cauê! E eternamente guardaremos o nosso amor por você!”

Obrigada Sandryane e Paulo por este presente. Sentimos muito pela perda de vocês.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s