Beatriz, fortaleza e amor

Eu nem me imaginava Mãe no ano de 2013, não estava nos meus planos. Havia tentado vários métodos contraceptivos (DIU, Anticoncepcional oral, injetável).

Mas estava nos planos dela rsrsrs.

Dia 19-11-2013 após ter me esquecido de tomar o anticoncepcional por três dias, fiz um teste de farmácia e naquele momento percebi que minha vida mudaria. Contei pra meu esposo que ficou radiante. No outro dia era feriado e aniversário de minha mãe e eu dei a noticia pra ela que seria avó pela primeira vez e não coube dentro de si de tanta felicidade.

Curtimos muito minha gestação e eu queria muito um parto o mais natural possível. Participei de grupos de gestantes, conheci uma doula (colega de trabalho, sou enfermeira), conversei muito com meu médico e me emponderei da minha vontade.

Tudo corria bem. Com 40 semanas e 5 dias no dia 22-07-2014 comecei a ter contrações e após ficar um pouco em casa com minha mãe (no banho, na bola, subindo e descendo escadas) fomos para o hospital, e o Dr. que chegou junto comigo no hospital veio prontamente me atender e realizou um toque onde constatou que eu estava com 5 dedos de dilatação, ouviu os batimentos da minha princesa que estavam ótimos e me internou no pré-parto.

Naquele momento minha mãe estava comigo e meu esposo chegando. O Dr. resolveu que deveria romper minha bolsa, e pra minha surpresa e de minha mãe (técnica de enfermagem) o líquido amniótico estava puro mecônio ( primeiro cocô que o bebê apresenta), ficamos muito preocupadas mas o Dr. o tempo todo tentava nos manter calmos.

Em 15 minutos e tendo contrações a cada 10 minutos não tive mais evolução de dilatação, e os batimentos de minha princesa estavam cada vez mais rápidos como quem diz, Me tirem daqui pelo amor de Deus.

O anestesista que por algum motivo não estava no hospital chegou e fomos pra sala de cirurgia. Meu marido e minha mãe foram autorizados a entrar e o parto se deu em cinco minutos.

Minha princesa veio ao mundo as 20:02hs mas havia algo de errado pois não ouvi seu choro, sim nasceu parada. O pediatra de plantão fez tudo que pode e minha princesa após 4 minutos recebeu um sopro de vida.

Não a conheci naquele dia, pois minha princesa foi lutar pela vida na UTI Neonatal. Ali começou uma nova luta diária.

Conheci a criança mais linda do mundo as 7:30hs do dia 23-07-2014, em coma induzido para combater todos os males que recaiam sobre si.

No terceiro dia de vida, os rins da minha princesa não funcionavam assim como grande parte de seu corpinho frágil e pequeno e ela foi pra diálise peritoneal para tentar diminuir o edema que tomava conta dela. Ela lutou e passou por isso.

Após muitas lutas e muitas visitas dia-a-dia, sua sedação foi retirada, mas ela não acordava.

Isso nos deixou muito preocupados e começamos a cair na real que nossa filha seria diferente perante os olhos da sociedade. Uma tomografia mostrou uma grande lesão cerebral difusa (no cérebro todo) e isso significava pra nós que teríamos grandes lutas.

Um mês após seu nascimento, nossa vida foi pra casa e começava ali um novo capítulo da nossa história. Beatriz precisava de muitos cuidados e sua evolução era muito lenta.

Todos os dias íamos a fisioterapia, fonoterapia, íamos muito a médicos em varias cidades pois tudo que houvesse pra ser feito nós corríamos atrás. Conseguimos sua cirurgia (gastrostomia) gratuitamente e lá fui eu pra São Paulo com a cara e a coragem. Cirurgia ok. Nossos dias eram muito felizes ao lado da Beatriz e eu sabia que ela nos amava muito mesmo que suas lesões nunca a tenham permitido sorrir (isso é uma dor que eu carrego).

Minha princesa foi grande lutadora e eu aprendi muito com ela.

Ela sempre apresentava febre, febre essa que havia sumido há alguns dias após mais uma série de antibióticos. Recebemos amigos em casa e minha princesa estava muito bem.

Percebi que minha princesa demorou mais pra dormir naquele dia (parecia que queria ficar mais um tempinho comigo), eram 5 da manhã quando ela finalmente pegou no sono e eu a coloquei em seu berço e também dormi um pouco.

Acordei as 08h45minhs do dia 15-06-2015 e quando levantei minha cabeça pra dar bom dia pra princesa mais linda do mundo, e ela já não estava mais entre nós.

Não sei como, nem o que aconteceu. Gosto de pensar que Deus veio a pegou pelas mãozinhas e a levou morar com Ele.

Fato é que minha princesa já havia falecido, sem alardes, sem barulhos, sem hospital, sem sofrimento.

Foi o pior dia de minha vida, pois não tenho mais minha bolinha pra estar ao meu lado, mas gosto de pensar que Beatriz veio para marcar as nossas vidas.

Ensinou-nos o verdadeiro sentido do que é o AMOR.

Amor verdadeiro

Amor sem cobranças

Amor de corpo e alma.

Beatriz mamãe e papai te amam muito.

Anúncios

4 comentários em “Beatriz, fortaleza e amor

  1. História triste pq tivemos que devolver nosso mais precioso tesouro a Deus, mas feliz pela permissão de sua convivência Bia. Minha linda anjinha, olhe por nós e acalante nossos corações.
    Bjs eternos
    Te AMO.

    Curtir

  2. Jaque tenha certeza de que nãda nesta vida é por acaso, Bia viveu pouco mas foi intenso e fez de vcs pessoas melhores com muito amor pra dar. Bjs adorei o projeto, conte comigo 🙏❤️😘

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s