Meu passarinho Helena

Desde que minha filha Helena voltou para os braços de Deus em 15 de janeiro de 2016, eu venho buscando relatos de outras mães que também perderam seus bebês para que eu pudesse me  confortar. Assim como encontrei muitas respostas a partir do que li, gostaria também de ajudar com meu relato. Mas da mesma forma que a minha Helena é especial e única, eu quero que este relato também seja único.

Eu tenho duas maneiras de contar nossa história:
1- relatar todo sofrimento e angústia dos 51 dias que ela passou na UTI (e sei que muitas mães se identificariam com cada palavra que eu compartilhasse, e que tantas outras se comoveriam intensamente com tudo que padecemos ali) ou
2- contar como meu amor pela Helena transformou essa história de 51 dias de luta na história mais linda e emocionante que vivi!
Eu optei por fazer da vida da Helena um conto de alegrias e não de lágrimas!
Desde que me dei conta de que ela não conheceria o quarto lindo que eu e seu pai montamos pra ela, resolvi que faria da UTI o seu cantinho especial. Já no terceiro dia de internação, levei uma foto minha e de seu pai pra colocar no bercinho dela, levei também laços, sapatos, luvas e coeiros. A Lele não seria a RN de Juliana, nem o bebê do leito 14… Não precisou de muito tempo para eu começar a ser reconhecida como “a mãe da Helena” e pro meu bebê ser chamado de “a menininha mais charmosa da UTI”. Eu fazia questão de personalizar, customizar e ajustar tudo que era dela, inclusive a fita crepe de identificação do seu potinho de leite na qual eu sempre desenhava um rostinho feliz.
Nós (eu , meu marido e nossa branquinha) fomos construindo um amor imenso e que hoje transborda do meu coração. Nós choramos muito a nossa perda, sofremos demais por não tê-la conosco, mas decidimos não viver essa tristeza por muito tempo.
Ela nos ensinou que planos são destruidos de forma muito fácil e rápida, planos esses que nos fizeram perder dias e dias arquitetando-os: Quanto tempo você perde planejando algo para daqui um ano? E quanto tempo você dedicou ao seu amor hoje?
A Helena nos mostrou que perdemos tempo demais guardando dinheiro, trabalhando até tarde para isso e muitas vezes deixando de lado a nossa família, e aí vem uma doença que dinheiro nenhum no mundo é capaz de curar!
Minha filha mostrou quem são meus amigos de verdade e que muitos deles falam comigo poucas vezes no ano, mas estão pensando em mim sempre!
Quanta coisa linda construí com ela, e por ela, que tinha cheirinho de esparadrapo, chorava baixinho, tinha os cabelos negros e olhos de jaboticaba!

É justo então eu ficar aqui contando só sobre a dor e as angústias de uma UTI? É justo ficar procurando respostas para perguntas como: por que comigo? Por que tinha que ser assim? Não!

Eu quero que todo mundo que venha até mim para saber como estou, saia da nossa conversa e corra para o seu marido, esposa, filhos ou pais e os olhe bem no fundo dos seus olhos e digam: te amo… Pq a vida é feita de momentos e eles passam rápido demais!
Contei histórias pra ela que mostravam que Deus é sempre justo e nos dá tudo o que precisamos, nem mais e nem menos. Cantei músicas que nos ensinavam que o sol pode até dar lugar para a chuva, mas era só para que as flores pudessem brotar. Expliquei o sentido real do Natal, ensinei sobre amor ao próximo, sobre justiça das aflições. Pedi desculpas quando fraquejei… Tudo isso porque eu tinha que retribuir tantos ensinamentos que ela me proporcionou!
Que bom que aprendi! Que bom que ensinei! Que bom que a passagem da nossa filha não foi em vão! Que bom ser sua mãe, Helena!
Depoimento enviado por Ju Heck
Anúncios

15 comentários em “Meu passarinho Helena

  1. Ju, eu fiquei por 157 dias numa UTI neonatal e também deixar o mundo do meu filho o mais lúdico e sensível possível. Sábado fará um ano que ele partiu e nada do que vivi ali, de bom e ruim, poderá ser esquecido, mas a escolha é mesma: reforçar na memória do coração só o que foi bom.

    Curtir

    1. Sandryne nada, nunca , apagará da nossa memória os sons e cheiros da UTI, mas é uma escolha nossa viver para a dor ou para o amor…escolhi o amor, e pelo visto vc tb! que bom!!! nossos filhos estarão eternamente em nossa memoria e nos nossos corações.

      Curtir

  2. Ju, sem comentários, muito forte e lindo, a história de amor vívida por vocês e a maneira que você conseguiu encarar tudo isso é admirador…. Bjos.

    Curtir

  3. Muito forte e intensa a forma de escrever sobre sua Helena. Tem razão quando diz que perdemos muito tempo planejando e louco tempo amando, vivendo. Obrigada por partilhar convosco sua história, e nos levar a olhar com outros olhos. Forte abraço

    Curtir

  4. Juuuu não sei se lembra de mim, a minha filha estava no leito 18, acompanhei td sua luta e do seu marido, Luiza ficou por 46 dias na Uti, sendo que 20 em estado gravíssimo, ja tinha perdido 2 bebês, um menino c 35 semanas e outro antes com um mês de gestação. Muito difícil, passei por momentos terríveis na Uti com a Luiza, sempre admirei sua coragem, sempre sorrindo, mesmo com o mundo desabando sobre vc. Deus tem seu jeito meio estranho de mostrar algumas coisas, mas ele nunca desampara uma mãe, o tempo da Helena na terra foi para recuperação do seu espírito, agora ela está num lugar lindo e cheio de paz. E a Luiza ficou 74 dias na UTI, agora esta em casa se recuperando. Q Deus continue amparando seus pés e te dê ânimo para continuar sua trajetória linda. Um forte abraço.

    Curtir

  5. Oi Ju. Fico feliz por vc e seu marido estarem bem. Vc. falou tudo, passamos a vida nos preocupando em ter tudo aquilo que com dinheiro podemos ter, e um belo dia a vida nos mostra que o mais importante que é saúde, e cura para slguma doença terrível, isso dinheiro nenhum compra. Temos mesmo que viver intensamoente cada dia, dando amor… muito amor para todos aqueles que Deus nos dá de presente, por um longo ou curto tempo. A vida é isso, estamos aqui só cumprido uma missão, se seu anjinho permaneceu aqui por tão pouco tempo foi porque s missão dela havia acabado e agora está vivendo junto de Deus uma vida plena.. vc. foi escolhida pelo nosso pai para ajudar sua menina nessa evolução, Deus achou que vc estava preparada para isso. Saiba que ela está bem, e que onde estiver está te vendo assim tbm como o sru marido e todos aqueles que a amam e wue a ajudaram nessa batalha sofrida. Tbm. perdi. um filho que amava muito … mas entendo que todo sofrimento que passamos com ele foi necessário. Só o sofrimento nos aproxima de Deus. Seja feliz… continue com muita fé. Bjo grande.

    Curtir

  6. Eu passei por algo parecido porém meu Enzo Sobreviveu aos sessenta dias de UTI, ele é autista me ensina a ser um ser humano melhor todos os dias.
    Realmente não adianta fazer planos e muito menos ficar se lamentando,existe duas maneiras de ver a vida, parabéns e obrigado por compartilhar essa experiência linda.

    Curtir

  7. Deus só nos dá aquilo que podemos aguentar! È incrível como você pode ler esse relato e ainda conseguir achar um pontinho de luz em meio a tanta tristeza… Você é uma mãe abençoada por ter vivido uma experiencia como essa com tanta força. Agora sua Helena sera o seu novo anjinho que como você mesma disse: Veio pra te transbordar!!!

    Curtir

  8. Jú boa noite, perdi meu Felipe , estava grávida de 8 meses e de uma para outra meu mundo caiu, meus planos viraram de ponta cabeça.. Muitas coisas passaram pela minha cabeça, inclusive dar fim na minha vida… Mas com certeza de algum lugar meu filho me deu forças para continuar é por ele e pela minha primeira filha que hj estou melhor do que antes. Mais compreensiva mais presente, essa perda inesperada me tornou mais forte. Não vi meu filho, meus pais acharam melhor não, não peguei no colo, não senti seu cheiro, nem amamentei… Pelo menos os momentos que vc passou com ele serão inesqueciveis.. Fica com Deus, e tenha certeza que nossos anjinhos sempre olham por nós e nos dão forças para continuar… bjos

    Curtir

  9. Olá Ju.
    Eu tive três perdas.
    Tenho 3 anjos no céu.
    Foi muito doloroso. Foi difícil entender,o porque. De tanto sofrimento.
    Mais agente aprende a conviver com as perdas.
    Hoje não perdi a esperança. Logo mais encerro meu tratamento. E partirei para uma nova tentativa. Que tenho fe em Deus dessa vez Deus concederá minha graça.
    Deixo meu abraço.
    E que Deus conforte o coração de cada mãe.

    Curtir

  10. ju sua historia e linda , como.a todas nos.maes e pais de anjo ,passei 90dias com.meu pequeno grande homem dentro de uma uti neonatal e sei.bem como.e transformar aquele lugar em lar lindo ,diferente como vc tbm fiquei conhecida dentro do hospital.como a mae do christian gabriel o famoso #cg de marica :quando ele.voltou ao ceu sofri muito.querendo uma unica resposta hoje a exatamente 1ano e 3meses sem ele percebo o.quanto ele me.ensinou a ser forte
    nos maes de anjo somos.diferentes pois deus so da anjos a quem realmente e forte e.nos somos essas guerreiras que a cada dia tem um.sentimento novo.a transmitir

    Curtir

  11. Amada meu nome é Amanda eu tbém perdi meu bebê em 10/04/2012 uma morte sem explicação um mal subto levou meu GUILHERME a dor é imensa ate hoje, mas o ESPIRÍTO SANTO DE DEUS tem me consolado e vai consolar vc tbém .bjus

    Curtir

  12. Guardem as boas lembranças no fundinho do coração. O tempo fará a dor suportável. Jamais esqueçam que Deus está no comando não fiquem buscando explicações lógicas, ilógicas culpados etc confiem e Deus e entreguem em suas mãos e ele vai proporcionar muitas felicidades! E jamais se esqueçam ela virou um anjinho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s